terça-feira, 23 de abril de 2013

Hóquei: Clássico na Taça de Portugal



O Sporting desloca-se, esta quarta-feira, ao Dragão Caixa onde, às 21h00, vai defrontar o FC Porto em jogo dos oitavos-de-final da Taça de Portugal de hóquei em patins.
Apesar de esta não ser a competição que reúne maiores atenções «verdes e brancas», a verdade é que no jogo dos dezasseis-avos os «leões» venceram sem problemas a Juventude Pacense, por 5-2, em Paços de Ferreira.

O sorteio ditou então que nesta próxima eliminatória o adversário é o «todo-poderoso» FC Porto, e por isso há que encarar a realidade, as dificuldades e acreditar, claro, que tudo é possível. O Sporting entrará no ringue só com o pensamento na vitória, mas sabe que não será fácil vencer na casa dos «azuis e brancos».

“Vai ser um jogo bastante complicado, com uma equipa muito boa e cheia de qualidade. 10 anos campeã nacional e actual líder do campeonato. Já os defrontámos em duas ocasiões esta temporada, perdemos os dois jogos. No primeiro, no Porto, a derrota foi pesada, no segundo em nossa casa correu melhor. Pusemo-los em sentido e fomos mesmo para o intervalo a vencer por 2-0.

Ainda assim, sabemos que, de novo, no Dragão Caixa teremos outras dificuldades”, diz o director da secção de hóquei em patins, Gilberto Borges.

“O certo é que vamos entrar para dignificar a camisola e vencer. De tudo vamos fazer para seguir em frente na Taça de Portugal, ainda que o nosso principal foco seja a manutenção na I Divisão. Vamos ao Porto com o objectivo de fazer uma boa prestação e deixar uma boa imagem”, acrescenta, justificando: “Não sou pessimista, mas sou pragmático. Há muitas diferenças entre as duas equipas.”

É verdade que os dois duelos desta época com os «azuis e brancos» não correram bem para os «leões», mas desta feita a partida será para outra competição e não haverá a pressão da manutenção, nem dos lugares na tabela.

“Pode ser bom para nós não haver essa pressão, mas não deixará de ser difícil. Entraremos com a mesma concentração e vontade, apesar de pensarmos mais no campeonato e que a Taça de Portugal, este ano, esteja em segundo plano. Vamos ver como corre esta reedição de um clássico na Taça, a uma mão tudo é possível”, admite Gilberto Broges.

Ele que é a «alma» da secção e que segue a equipa para todo o lado, é uma figura mais do que presente no balneário «verde e branco» e, assim pode afirmar, sem dúvidas, que mesmo depois da derrota para a I Divisão diante da Física, por 4-2, os «leões» estão “animicamente bem e prontos para este encontro de quarta-feira e para o que falta de campeonato”.

In: Sporting.pt

0 comentários:

Publicar um comentário