sábado, 1 de dezembro de 2012

Leões fecham parceria na Índia



Godinho Lopes apostou forte na internacionalização da marca Sporting como clube formador de excelência e se já lançou sementes em vários países tudo parece indicar que será da Índia que o clube retirará os primeiros dividendos financeiros. 

Segundo noticiam os media indianos, o Sporting e Chelsea estão na pole-position para assinar um acordo de parceria com a IMG Reliance, uma joint venture entre a IMG, a maior empresa norte-americana de Marketing desportivo, e a Reliance Industries, que pertence a Mukesh Ambani, empresa que faturou no ano passado qualquer coisa como 78 mil milhões de dólares, um pouco mais do que o empréstimo da troika a Portugal no plano de resgate financeiro. 

Esta empresa (IMG Reliance) está a apostar forte no desporto indiano com o objetivo de o potenciar e fazer crescer em todas as suas vertentes e há algum tempo que tem estabelecido vários contactos tendo em vista encontrar um parceiro europeu para a edificação e gestão de uma academia de futebol, a construir de raiz em Gujarat, de forma a potenciar o surgimento de novos valores no futebol indiano.

O Chelsea já esteve na Índia. Em setembro o clube inglês enviou um representante, Ron Gaulay, numa ação de charme junto dos principais responsáveis da IMG Reliance. 

Mas atento às movimentações da concorrência e decidido a conseguir entrar num mercado de milhões, o Sporting também não ficou atrás e Diogo Matos deslocou-se à Índia para fazer uma apresentação do que é o Sporting enquanto clube formador, dos jogadores que ano após ano tem lançado para a alta roda do futebol mundial, com Cristiano Ronaldo à cabeça. 

E, segundo relataram os media na altura, a IMG Reliance ficou bastante impressionada com a exposição feita por Diogo Matos, com a quantidade de jogadores que o clube tem formado e com a maneira como trabalha a sua formação na Academia de Alcochete.

O objetivo desta parceria é desenvolver o jogador jovem a médio/longo prazo. A federação indiana é forte candidata a receber o mundial de sub-17, em 2017 (a decisão da FIFA será anunciada este mês) e precisa de quem tenha conhecimentos na formação para formar e trabalhar uma seleção para essa competição. 

O negócio ainda não está finalizado, mas segundo a imprensa indiana o acordo com o Sporting poderá ser por seis anos e poderá render aos cofres do clube uma verba a rondar os quatro milhões de euros.

A academia ficará localizada no estado de Gujarat, na zona oeste da Índia, com cerca de 60 milhões de habitantes.


Fonte: ABOLA

0 comentários:

Publicar um comentário